fbpx

Controle financeiro: 6 dicas para finanças a dois

Sabemos que falar sobre dinheiro muitas vezes gera um certo desconforto. Só que o controle financeiro é importantíssimo para o equilíbrio da vida. E, quando o assunto for finanças a dois, o problema pode ser ainda maior.

Segundo algumas pesquisas, a falta de planejamento financeiro é o segundo maior motivo de divórcios em todo o mundo, ficando atrás apenas da infidelidade. Como não queremos que o seu relacionamento acabe de forma alguma, aqui estão algumas dicas para um melhor controle das finanças do casal.

controle financeiro

controle financeiro - finanças casal

1 – Converse sobre dinheiro

Isso é um problema que geralmente ocorre desde o início dos relacionamentos. Compartilhar seus ganhos e despesas é essencial para que não ocorra certa infidelidade financeira ou tenha falta de transparência no assunto.

2 – Divisão dos gastos

Quando a fonte de renda só vem de uma parte, não há muito como dividir as despesas. Mas caso ambos trabalharem, a estratégia da divisão é uma opção a ser considerada.

Se ambos tem um salário igual ou de valor próximo, as despesas podem ser divididas igualmente. Se, por exemplo, a renda da família é de R$ 10.000, onde ela ganha 6.500 reais e ele recebe 4.500 reais, a divisão pode ser feita de maneira proporcional.

Ela paga 65% das despesas mensais e ele fica com 45%.  Mas no final, é claro, a divisão fica a critério do casal. O importante é que se entre num acordo sadio e que não gere conflitos futuramente.

3 – Controle financeiro

Sabe aquela famosa frase “ficou sobrando mês no final do salário”?
É justamente a falta de controle financeiro que causa as brigas que podem levar ao divórcio.

Vocês dois devem saber onde cada parte do dinheiro foi gasto. Isso deve acontecer para que o planejamento sempre esteja em dia. E, obviamente, nunca correr o risco de um colocar a culpa no outro caso falte dinheiro no final do mês.

LEIA MAIS: 10 truques de limpeza inusitados e sem produto químico

finanças do casal salva casal

Leia Mais: 15 conselhos de homens casados para solteiros

4 – Poupança do casal

Ainda falando da divisão de ganhos e despesas, não podemos deixar de falar sobre salvar dinheiro mensalmente. Isso é muito importante! Afinal, imprevistos sempre podem acontecer.

O casal pode considerar a poupança como um custo fixo mensal e reservar um percentual da renda familiar. Vale dizer que o interessante é fazer essa reserva no início do mês, pois se você deixar para no final do mês, há grande risco de não “sobrar” para a poupança.

5 – Metas e objetivos

Vida a dois não é só pensar no presente. Por mais que o ser humano tenha tendência individualista quando se trata de dinheiro, agora é hora de pensar de forma conjunta.

Cedo ou tarde o casal irá planejar aumentar a família ou comprar um imóvel próprio no nome dos dois. E o melhor jeito de realizar esses sonhos é juntando dinheiro aos poucos, sempre definindo metas e datas.

6 – Gastos com lazer

Estipular um valor máximo para se gastar com lazer é ótimo para que não corra o risco de faltar dinheiro. Seja o valor definido semanalmente ou mensalmente, controle os gastos abusivos! Então seja forte e resista às tentações que o final de semana sempre oferece.

Também já contamos no nosso canal do youtube como organizamos as finanças aqui no nossa casinha.

Aperta o o play e vem com a gente! 🙂

Compartilhe esse post: